Biologia na nossa vida

A biologia faz parte do nosso dia a dia, então nada melhor que aprendermos mais, é fácil e gostoso.
Preparado?

domingo, 29 de agosto de 2010

MECANISMOS CELULARES DE TROCA DE MATERIAL COM O MEIO


A membrana plasmática separa o meio intracelular do meio extracelular e controla a entrada e saída de substancias da célula. A membrana é constituída por uma bicamada lipídica, com grande número de moléculas de proteínas, muitas delas atravessando toda a espessura da bicamada, e carboidratos.
         Os lipídeos apresentam regiões anfipáticas, como a membrana plasmática apresenta uma dupla camada lipídica, compostos hidrofóbicos penetram com mais facilidade pela membrana enquanto compostos hidrofílicos penetram com mais dificuldade.
         As proteínas presentes na membrana tem papel enzimático, podendo alterar sua forma, abrindo ou fechando passagens, permitindo ou impedindo o fluxo de substancias.
 Com isso as substancias serão transportadas por intermédio de um dos mecanismos especiais da membrana, como transporte ativo ou passivo.
         ØTransporte passivo:
Ocorre sem consumo de energia, pode ser: difusão passiva, difusão facilitada, permeabilidade à água (osmose), transporte impulsionado por gradiente iônico me transporte mediado por vesículas.
ðPermeabilidade à água:
A entrada ou a saída de água é realizada por diferença de concentração de soluto. Assim, se colocada em uma solução hipotônica, ocorre entrada de água, quando colocada em uma solução hipertônica ocorre a saída de água. Se durante a entrada de água a membrana aumentar muito de tamanho a ponto de se romper, esse fenômeno é chamado de lise celular. Soluções isotônicas mantêm o volume e a forma da célula constantes.
         Nas células vegetais devido a presença da parede celular, a perda de água (solução hipertônica) faz com que a membrana se separe da parede celular; como a parede celular é rígida, esta não sofre alteração na forma. O fenômeno de diminuição de volume em células vegetais chama-se plasmólise.
         A entrada de água na célula (solução hipotônica) aumenta o volume celular, mas não ocorre o rompimento da membrana devido a parede celular que limita o aumento da célula, esse fenômeno é chamado desplasmólise.

ðDifusão passiva:
Ocorre a entrada ou saída do soluto devido a concentração deste dentro ou fora da célula a favor de um gradiente de concentração. A força que impulsiona o soluto é a agitação térmica das moléculas. A difusão passiva ocorre sem gasto de energia.
ðDifusão facilitada:
Processo sem gasto de energia e se processa a favor de um gradiente de concentração, mas a velocidade em que ocorre é maior que na difusão passiva.
         A concentração do soluto não interfere na velocidade do transporte. Na difusão facilitada o soluto é transportado com o auxilio de uma molécula transportadora ou permease com a qual ele combina.
ðTransporte impulsionado por gradientes iônicos:
Esse transporte acontece com o auxilio de um íon que facilita a entrada de uma substancia contra seu gradiente de concentração. Quando a entrada do íon auxilia a entrada da molécula, chamamos de simporte. Quando o co-transporte ocorre com o íon  e a molécula movendo-se em direções opostas é denominado antiporte.
         Os íons podem impulsionar a entrada ou saída de moléculas da célula quando a energia derivada do gradiente de concentração iônico é utilizado para movimentar uma molécula no sentido oposto.
ðTransporte mediado por vesículas:
É o processo de transferência de partículas, em blocos, alterando a forma da superfície celular, é também chamada de Endocitose. A endocitose ocorre em dois processos: fagocitose e pinocitose.
         FFagocitose: processo em que a célula engloba partículas sólidas; Protozoários e células de defesa fazem fagocitose.
         FPinocitose: processo em que a célula engloba partículas liquidas por invaginação de uma área na membrana onde ocorre o contato.
         A exocitose é o processo de eliminação de resíduos não digeridos pelos lisossomas, e também é através desse processo que os hormônios são liberados na corrente sanguínea.
        


ØTransporte ativo:
Esse transporte ocorre com gasto de energia e o soluto é transportado contra um gradiente de concentração, que pode ser apenas químico (solutos não-eletrólitos) e ou um gradiente químico e elétrico (soluto ionizado), além da alta concentração do soluto no meio (obstáculos químicos) o obstáculo elétrico corresponde à soma de todas as cargas dos solutos no meio que precisa ser vencida. Para a ocorrência deste transporte é utilizado ATP (adenosina tri-fosfato).
        





















Nenhum comentário:

Postar um comentário